Quem sou eu

Minha foto
Desejam falar comigo? *Escrevam seus comentários, que assim que puder, entrarei em contato. Eu não uso outlook.

Pelo mundo

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Para esclarecer ao amigo Marcelinho Brito

foto: Júlio César de Melo e Sousa, conhecido como Malba Tahan

Oi Marcelinho, tudo bem? Tentei acessar seu perfil para responder mas não estava disponível. Essa história "Senhor, eu não sou digno", que postei anteriormente neste blog, é de um dos livros de Malba Tahan (pseudônimo do escritor Júlio César de Melo e Sousa), autor que reuniu contos e lendas de várias culturas do Oriente. Pesquise sobre ele na Internet, que vc vai descobrir histórias muito interessantes.
Suas principais obras foram:
  • Contos de Malba Tahan (contos)
  • Amor de Beduíno (contos)
  • Lendas do Deserto (contos)
  • Lendas do Oásis (contos)
  • Lendas do Céu e da Terra (contos)
  • Maktub! (contos)
  • Minha Vida Querida (contos)
  • O Homem que Calculava (romance)
  • Matemática Divertida e Delirante (recreação matemática)
  • A Arte de Ler e Contar Histórias (educação)
  • Aventuras do Rei Baribê (romance)
  • A Sombra do Arco-Íris (romance)
  • A Caixa do Futuro (romance)
  • O Céu de Allah (contos)
  • Lendas do Povo de Deus (contos)
  • A Estrela dos Reis Magos (contos)
  • Mil Histórias Sem Fim (contos)
  • Matemática Divertida e Curiosa (recreação matemática)
  • Novas Lendas Orientais (contos)
  • Salim, o Mágico (romance)
  • Diabruras da Matemática (recreação matemática)

10 comentários:

  1. Oi, querida Paula!
    Está fechado. Eu abro, te mando o convite, vc assume, e pronto. Se quiser imagens, eu lhe forneço.
    That´it. Easy!
    Beijossss

    ResponderExcluir
  2. Olá Paula* Diz que dia vc pode assumir o blog e eu abro. Só posso deixar aberto por algum tempo, o necessário para que vc assuma, porque muitas pessoas estão invadindo. Lá nos Slides, havia links para postagens. Puseram macumba! Acredita? Tive que tirar.
    Beijos*********************************
    Até já

    *EU VEJO VOCÊ O TEMPO TODO
    Poema da Renata

    Eu vi você em vários carros no trânsito. Atravessando a rua. Também dentro das lojas, eu vi você conversando com as pessoas.
    Tinha flores nas mãos, andava só na praia, riaaaaaaaa
    Eu vi você no ônibus que passou, namorando.
    Eu vejo você em muitos lugares. Vejo muito.
    Mas na real não é você. É só a minha vontade de ver.
    Minha imaginação. Desejo.
    Cada um vê o que quer.*

    + Beijos

    ResponderExcluir
  3. Como conseguiram colocar "Macumba"? e como eu tiro links indesejáveis? não sabia que podiam fazer isso...

    ResponderExcluir
  4. Paula!
    Vou abrir o blog, deixá-lo disponível, e sigo direito para o e-mail a fim de lhe dar a minha conta e a senha. É disso que vc precisa. E durante a semana, vou lhe mandando as imagens, ok? Vou copiar numa página e não publicar aqueles comentários. Que fique *Entre Nós*. Entende, não?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Paula!
    Já corrigi o problema. Entrei lá e peguei a canção do RPM para publicar no Poesia em língua portuguesa. Gostaria tbém de ficar com a postagem do Municipal de SP que perdi. Espero que não sei importe. O demais é seu. Só atribuir os créditos, ok?
    Aquele abraço apertado + Beijos + Boa sorte!
    Valeu!
    Renata
    Mail no IG!!!

    ResponderExcluir
  6. E aí, Paula? Como estão as coisas? Diga-me, por favor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Paula! O que é aquilo? Privilégios de autor e eu como administradora? Não! Eu saio. Você é a dona do Blog! Vou mudar conta agoraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente, eu acho que vc deveria ler os e-mails que eu lhe mandei e ler também as postagens dos Slides.
    Beijos
    Renata
    PS: Levei um tombo muito sério. Tenho de ficar de repouso

    ResponderExcluir